Cervicobraquialgia

O Olhar da Osteopatia no tratamento da Cervicobraquialgia

A dor cervical chama-se cervicalgia e quando irradiada pelo membro superior (braço, antebraço, mão) devido à compressão das raízes nervosas que saem dessa região recebe o nome de cervicobraquialgia.

As dores cervicais com irradiação para os membros superiores podem ocorrer por diversas causas; como traumáticas, alterações mecânicas, doenças degenerativas, infecções, tumores, doenças neurológicas, psiquiátricas e dor referida, cuja causa não se encontra na coluna cervical.

Sintomas

Os sintomas são  rigidez cervical e fraqueza dos músculos do pescoço, dor, irradiação para um dos braços ou para os dois. A dor, num primeiro momento pode ser moderada, tornando-se pior para fazer certos movimentos dos braços. Os membros superiores podem ser fracos, dormentes, sentir queimação, estes sintomas são freqüentemente acompanhados por uma sensação de formigamento. O movimento do pescoço também pode causar dores de cabeça.

Tratamento

Detectar as causas das dores para realizar um tratamento adequado. O diagnóstico da cervicobraquialgia é feito através de uma Avaliação Clínica minuciosa e exames como Rx, Ressonância Magnética.

O Olhar da Osteopatia

O terapeuta baseia-se na anatomia, na fisiologia e na biomecânica articular, utilizando as mãos para fazer o diagnostico Osteopatico e tratar as perdas de mobilidade, bloqueios de movimento e tensões dos músculos e das articulações. A Osteopatia tem como objetivo a globalidade do corpo, não trata apenas o sintoma, procura a causa.

As dores cervicobraquiais podem ter duas origens, a mais clássica é a Osteofitose, a calcificação no canal medular do grande ligamento comum posterior.

A segunda causa é menos conhecida, no entanto acreditamos ser a mais freqüente, parte do plexo braquial passa dentro da goteira subclávia da face superior da primeira costela, entre as inserções do escaleno anterior e médio. A retração ou contratura destes músculos leva a uma constrição na região subclávia, causando as dores irradiadas para os membros superiores.

A Osteopatia pode fazer muito por estas dores, em algumas sessões pode-se aliviar ou fazer desaparecer os sintomas de dor para que o quadro não evolua.

Após o tratamento Osteopatico a RPG também pode ser indicada para a aquisição de uma melhor postura e consciência corporal.

Dicas

Dicas de Exercícios de Alongamento

  1. Em pé, com as pernas afastadas na largura dos ombros e os joelhos semiflexionados, contraia o abdômen e deixe os braços semiflexionados ao longo do corpo. Olhe para cima e procure alongar a parte frontal do pescoço. Mantenha-se nesta posição por 20 segundos.

 

  1. Na mesma posição do exercício 1, agora apóie as duas mãos atrás da cabeça, forçando-a para baixo, “encostar o queixo no tórax”, sentindo alongar a parte posterior do pescoço. Mantenha-se por 20 segundos.

 

  1. Mesma posição que os exercícios anteriores, agora coloque sua mão esquerda sobre a cabeça aproximando da orelha direita, puxe a cabeça em direção do ombro esquerdo, o alongamento será sentido na lateral do pescoço direito. Mantenha-se por 20 segundos, repita do lado contrario.

 

  1. Em pé com as pernas afastadas na largura dos ombros e os joelhos semiflexionados, projete o peito à frente unindo as mãos atrás do corpo, force os braços no sentido de afastá-lo do corpo. O alongamento será sentido na região do peito, e braços. Mantenha-se por 20 segundos.

 

Os exercícios servem como uma forma de manter a amplitude de movimento, melhorar a circulação local e “relaxamento”, porém é necessário um tratamento especifico e individualizado.

Bairro - Vl. Monumento - SP- São Paulo - telefone 11 3798-4739
© Copyright 2015 - www.posturaesaude.com.br alexandrebaleroniguerra@gmail.com - Todos os Direitos Reservados